Não resisto a uma oportunidade de ver o Robert de Niro arrastar o Sari na Medina. O esforço que ele faz pra manchar a sua história com filmes medíocres que nada acrescentam a sua filmografia e ainda fazem pequenos pastiches das suas glórias é admirável. Um Senhor Estagiário é mais um desses auto atentados. Mas talvez isso não seja o pior de Um Senhor Estagiário. Talvez o que me incomode mais no filme é a ideologia explícita dos filmes que fingem não ter ideologia.

As relações servis no trabalho; o modelo familiar que precisa ser resgatado ao custo da própria felicidade; a fantasia de que o passado tinha valores "melhores" que o presente; a submissão a critérios financeiros, de gênero e de idade. É quase um bingo de conservadorismo com o Brooklyn como pano de fundo.

Tinha muita vontade de ler críticas filosóficas sobre esses filmes que se dizem comerciais, mas são máquinas de propaganda ideológica. Alguém faz esse esforço por mim?