2019.01.06

Dia de Reis. O calor é tal que não tivemos a menor energia pra tirar as decorações de Natal. Melhor fazer um bolão de quando elas vão sair.



Terminei de assistir Lady Bird. Tem uma elegância tranquila que beira o auto conhecimento. Ao contrário das meninas angustiadas e derrotistas de Ghost World, Lady Bird, mesmo que aos trancos e barrancos, faz escolhas conscientes no processo de construção da sua identidade. Às vezes é melhor ser idealista assumido e sofrer do que buscar deliberadamente o fracasso para ironicamente rir na sua cara.



Infelizmente o risco é parecer cafona. Toda bondade genuína é assim. Como a fingida.



Nova exibição no OI Futuro. Parece interessante. Merece uma visita com calma.