2019.01.14

O dilema do home office: 10:30 é muito cedo pra almoçar?



Eu gosto de fingir que não sei por que as pessoas, quando contratadas para um serviço, prometem isso e aquilo e simplesmente desaparecem. A verdade da perversidade nas relações de serviço é muito triste para se encarar.



Óbvio que quando você mais precisa da internet, ela resolve baleiar. Não sei se tem relação, mas gosto de culpar o calor. É sempre bom culpar o calor.



Finalmente estamos consertando a parte hidráulica da área de serviço. Enquanto o bombeiro luta contra os canos velhos, eu e Aurora observamos curiosos. Ela deve entender o que está ocorrendo tanto quanto eu. Mesmo assim continuamos assistindo fascinados com o mundo analógico das descargas.



Li Fun Home de Alison Bechdel. Belo e honesto. Sinto falta de livros, ou quadrinhos, que priorizem a honestidade. Tudo mais é exploitation. Talvez por isso esteja lendo tantas biografias. Sei que não é o melhor lugar pra buscar honestidade, mas pelo menos há menos tentação em privilegiar a emoção programada como na ficção.

Cada vez me sinto mais obrigado a escrever o livro sobre o meu pai. O que me falta é a coragem de ser sincero. Ou saber o que é ser sincero no caso da história dele.



É isso mesmo? Kajuru é senador? Valha me Deus.