2019.02.08

A caminho de um hotel fazenda pra continuar as comemorações do aniversário da Alícia. Nada menos adequado pra minha disposição usual.

Desconfio que vou acabar sendo o que mais vai se divertir. Tenho uma capacidade infindável de me surpreender comigo mesmo. Pro bem e pro mal.



Curioso retornar depois de tantos anos a Paulo de Frontin. Muitas lembranças. Foram momentos importantes tanto aos 12 como aos 15 anos. É um espaço de reflexão e mudança.

Foi aqui que li a segunda edição de Watchmen e onde vi Real Genius. Parecia que passava meses aqui. Óbvio que é simples impressão. Mas as mudanças foram reais.



Fazia muito tempo que não ia a um hotel fazenda. Não lembrava que era um programa tão classe média. Longas famílias em longas mesas, se empanturrando, correndo e gritando em volta das quadras e piscinas.

Falta pudor, sobra excitação. Alegria não. Alegria é outra coisa.



Terminei de ler Living Daylights, conto do James Bond. Bem melhor que as versões cinematográficas. Tem um grau de realismo e enfado que não rola nos filmes. Gostaria de ver uma adaptação mais fiel a esse clima.

Provavelmente devo ser o único.



Deu uma saudade daquelas edições chumbregas da Civilização Brasileira.



Acho que nunca fui tão alimentado quanto nas últimas 6 horas.