2018.12.29

Sentindo um cansaço arrebatador como se o costume indesejado de dormir apenas 5 horas por noite desde os meus 14 anos estivesse tentando ser compensado num único cochilo numa tarde de sábado. Óbvio que não compensou e acabei acordando mais cansado do que antes. Taí uma boa resolução pra 2019: dormir pelo menos 7 horas por noite.



A gata já está quase acostumada com a dinâmica da casa, ou com a falta da mesma. Já começou inclusive a exibir todos os nossos maus hábitos. Acorda de madrugada e não quer mais dormir, nem deixar a gente dormir; tem horários estritos pra comer, que nós precisamos atender; e quer brincar sempre fora de hora, ignorando os mimos que lhe compramos em detrimento de coisas enigmáticas e sem propósito. Se não fosse adotada, diria que foi feita sob medida pra gente.



Quando vejo o povo louvando o design thinking, penso como foi essa postura que nos levou a situação horrível que estamos. O design thinking, testar coisas sem pensar direito pra ver se cola e fazer mudanças rápidas baseadas nas taxas de adoção por uma massa ignara, já existe há tempos, e hoje só estão querendo acelerar o processo. Veja o caso do plástico e o mal que a poluição dele tem nos feito. Se alguém no processo de desenvolvimento dessa tecnologia, tivesse pensado por um momento no que seu uso desenfreado causaria, ela não teria ido adiante.

Mentira. Iria.

Em todo caso, deveríamos ser como os Amish e fazer ciclos mais longos de adoção responsável de tecnologia. Nah, utópico demais...



Quando zapeio sem encontrar nada pra assistir lembro como assistia a Law & Order, Law & Order SVU e House indiscriminadamente. Era como se meu cérebro desligasse ao ouvir aquelas músicas tema e minha alma se escondesse num canto escuro do meu ser pra tentar se recompor. Meus Deus, como já fui infeliz na minha vida.